segunda-feira, maio 25, 2009


Orquídeas Cattleya: A verdadeira Orquídea


Marcadores:



















































































































































Cattleya é um gênero de orquídeas com cerca de setenta espécies. A Cattleya é muito presente em todo o território brasileiro, com espécies em todo o Sudeste, especialmente na Mata Atlântica e no Cerrado. Muito cultivada por seu tamanho e beleza (A Cattleya warneri, por exemplo, pode alcançar 25 cm de diâmetro), está disseminada em todo o país em lojas e floriculturas.

É muito fácil de ser cultivada, prefere ficar sobre ripados de madeira, na chamado meia-sombra, mas podem ser cultivadas em apartamentos e interiores.

In Natura, vive em lugares arejados e úmidos e temperaturas relativamente altas, em árvores de pouca sombra (luminosidade em torno de 60% para a maioria das espécies). O arejamento é um fator primordial para se conseguir belas flores.
Cattleya
Cattleya Podem ser facilmente dividi
Podem ser facilmente divididas quando emitem novas raízes para fora do vaso, e o melhor momento para dividi-las é logo após a floração quando o novo crescimento estiver apenas iniciando.

Lembre-se sempre de esterilizar a tesoura antes da poda.

Devido a sua capacidade para hibridação, só na natureza suas espécies se intercruzaram mais de 38 vezes (híbridos interespecíficos, ou seja, entre espécies do mesmo gênero) e com espécies de outros gêneros 31 vezes (híbridos intergenéricos). Com Laelia, cruzou 21 vezes. Com a Brassavola, 7 e com Schomburgkia, 3 vezes. Logo, existem mais híbridos naturais do que espécies.

Em função de seu sistema vegetativo, o gênero Cattleya é dividido em duas categorias: Plantas monofoliadas (unifoliadas ou labiatas) ou seja, possuem apenas uma única folha):
Cattleya labiata, mossiae, percivaliana, trianae, warscewiczii, entre outras. Plantas bifoliadas as que apresentam duas e, às vezes, até três folhas: Cattleya ackandliae, amethystoglossa, bicolor, forbesii, granulosa, guttata, intermedia, leopoldi, schilleriana, skinneri, velutina, entre outras.
Cattleya
Cattleya harrisone
Cattleya intermedia
Cattleya schilleriana

Cattleya... Cattleya harrisone... Cattleya intermedia... Cattleya schilleriana

Geralmente, as espécies monofoliadas carregam menos flores do que as bifoliadas, estas, no entanto, são bem maiores e possuem um labelo que se destaca por sua beleza, colorido e tamanho. Em geral, não mais do que 4 flores com duração de duas a três semanas e apresentam uma haste caulinar expandida (pseudobulbo) no qual armazenam água para o período de dormência (ou repouso).

As flores da Cattleya araguaensis e Cattleya luteola embora sejam monofoliadas, são bem menores sendo que esta última está entre as menores espécies do gênero (tanto a planta quanto suas flores).

As espécies bifoliadas têm uma haste caulinar mais fina (também chamada indevidamente de pseudobulbo) e seu comprimento pode ser de alguns centímetros ou alcançar 60cm, 1m e até mesmo 1.50m de altura. Cattleya amethystoglossa, bicolor, granulosa, guttata, leopoldii, schofieldiana e porphyroglossa estão entre as maiores plantas do gênero.
Cattleya POPULAR por sua beleza e resistência, a Cattleya labiata é uma ótima orquídea para se cultivar. A cor das flores é outro atrativo.

Cattleya A Cattleya forbesii é uma bifoliada que apresenta pseudobulbos com até 20 cm de comprimento, e folhas elípticas de aproximadamente 12 cm.

0 comentários:

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t