segunda-feira, julho 20, 2009


Orquidea: REPRODUÇÃO


Marcadores:
Fonte: A Orquidea

Como as orquídeas se reproduzem na Natureza?
A reprodução das orquídeas na natureza é feita com a ajuda de insetos que ao procurarem por néctar nas flores, acabam por carregar as políneas de uma flor para outra. As Sementes, são muito pequenas, como poeira e por serem tão leves viajam grandes distâncias com o vento. Se ao chegarem ao destino encontrarem condições favoráveis como umidade, aeração, e
claridade poderão germinar.
.
Selecionando boas matrizes
Selecionando os pais
O que devemos ter em mente quando formos selecionar os pais para o nosso cruzamento.
Vou enumerar alguns pontos:
1) O ponto mais importante é selecionarmos, principalmente, para a planta mãe (a que vai carregar a cápsula), uma planta forte e saudável sob pena de perdê-la ou ter um sério prejuízo no seu desenvolvimento.

2) Na minha opinião, não devemos fazer cruzamentos com plantas de baixa qualidade para os padrões atuais. É como por exemplo, fazermos um cruzamento entre duas Cattleyas intermédias nativas, com a intenção de obter maior qualidade das flores, quando temos atualmente um padrão muito elevado obtido por várias gerações de aprimoramento. É como andar para trás. A não ser que seja apenas como teste ou para adquirir experiência.

3) Cruzamentos expeculativos (sem critério) nem sempre dão bons resultados e leva muito tempo para se ver que o seu trabalho não valeu a pena. Portanto não devemos desperdiçar os nossos esforços com algo que não valha a pena.

4) Devemos procurar um objetivo e segui-lo. Se você gosta das pintadas (como é o meu caso), ou se gosta das vermelhas, ou se gosta de plantas pequenas ou grandes etc. Deve seguir essa linha. Assim você terá maiores chances de conseguir algo realmente especial.

5) Aprimore-se no conhecimento das espécies para saber o que esperar de cada cruzamento. Assim poderá prever com boas chances de acertar como será o resultado de determinado cruzamento.

6) Tenha em mente os fatores de cultivo pois eles podem tornar sua vida fácil ou um pesadêlo. Há plantas que são enjoadas, para dizer o mínimo, de serem cultivadas e podem passar essa característica para sua prole, assim como há outras que podem ter o efeito inverso.

Como exemplo podemos analizar o
seguinte cruzamento e seu resultado.


Aqui vemos uma flor pintada que é a Cattleya Marcela Scalco que da duas flores por haste duas vezes por ano, sendo um pouco exigente no cultivo. A forma e o colorido são bastante razoáveis. Aqui vemos a cattleya forbesii "grande" que tem esse nome por ter seu tamanho um pouco maior que o típico para a espécie. Floresce duas vezes por ano e da mais de três flores por haste. Seu cultivo é fácil. Forma e coloridos típicos.
O resultado do cruzamento acima é a Cattleya Malu Poubel que a meu ver herdou boas características de ambos os pais. Ela floresce duas vezes por ano, da mais de três flores por haste e tem cultivo fácil. Tem as pintas e formato do labelo da cattleya Marcela Scalco e a forma um pouco pior referente a cattleya forbesii. As venações no labelo também são outra característica da forbesii.

.
Como fazer a polinização?
Para fazer a polinização, devemos retirar as políneas (pequenas bolsas de coloração quase sempre amarela que contém o material genético) da antera (recipiente onde estes grãos ficam armazenados na flor, e colocar no estigma (orifício que contém material viscoso) localizado na coluna.
Nesta imagem estou retirando as políneas da antera.
Aqui, com um pouquinho de boa vontade podemos ver as políneas já colocadas no estígma.
As políneas, se não forem usadas podem ser armazenadas.
Em seguida devemos identificar o cruzamento e colocar a data.
Finalmente com a identificação. Agora devemos cuidar muito bem da futura mamãe.

Como manter as matrizes que foram polinizadas?

A planta grávida
Os cuidados que devemos ter com a planta
que foi polinizada.

Como qualquer grávida, a planta deve ter cuidados especiais para que nada de errado. Nesta fase, devemos evitar quaquer tipo de stress para ela. Ou seja, nada de reenvasar, mudar de lugar, fazer múltiplas cápsulas na mesma planta. Alterações no seu ambiente podem stressar a planta fazendo com que ela aborte o fruto.
Adube frequentemente de forma homeopática com adubos foliares. Isso vai fortalecer a futura mamãe.

0 comentários:

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t