quinta-feira, novembro 03, 2011


Escovas e pentes


Marcadores: ,
Muitos são os produtos que não podem faltar na nossa bolsa: batom, delineador, máscara para cílios e - talvez o mais indispensável - a escova! Além de manter as madeixas no lugar, uma boa escovação é questão de higiene! "O ato de pentear limpa os fios. Ao tomarmos banho, não lavamos o cabelo, que é composto de células mortas. O que se lava é o couro cabeludo. Logo, a escovação é responsável por trazer a oleosidade e as proteínas da raiz às pontas e retirar as impurezas que se acumulam ao longo do dia", revela a terapeuta capilar Patrícia Maciel. Com a escova correta é possível deixar o cabelo mais vistoso, com brilho e aspecto limpo. A questão é achar o modelo ideal para o seu cabelo.

http://imagens.estatico2.bolsademulher.com/novo_static/imagens/escovas-e-pentes_12522.jpg

“Pentes com dentes finos e cabo comprido são ideais para dividir mechas na hora de fazer hidratação, tintura ou alisamento. Já, os pentes largos, com 'dentões', são para desembaraçar os fios molhados após a lavagem”

Confira no slideshow os modelos!

De acordo com o consultor técnico da Condor, Gennaro Preite, atualmente existem no mercado 700 modelos de escovas e pentes de diferentes formatos, tamanhos e materiais. Como, então, saber o que melhor se adequa a você?

Comecemos pela diferença básica entre pentes e escovas. "As escovas servem para alisar e modelar o cabelo. Se dividem em diferentes diâmetros e materiais. Os pentes são para desembaraçar, para cortes e acabamentos em penteados", explica o hair stylist Carlos Magno, diretor da academia para estilistas cabeleireiros que leva seu nome.

Qual é o pente que te penteia?

Os pentes se sofisticaram e ganharam versões modernas e funcionais, como os de silicone, de fibras de carbono e os ionizados. Eles podem ter dentes finos ou espaçados. Segundo Gennaro Preite, "pentes com dentes finos e cabo comprido são ideais para dividir mechas na hora de fazer hidratação, tintura ou alisamento. Já, os pentes largos, com 'dentões', são para desembaraçar os fios molhados após a lavagem".

Mas ele faz uma alerta: cabelos muito crespos não conseguem ser desembaraçados com esses pentes, ainda que sejam muito largos. "Nesse caso, o ideal é que se recorra à escova jacaré, que tem as cerdas bem separadas entre elas", diz Gennaro.

Algumas escovas jacaré possuem bolinhas nas pontas que massageiam o couro cabeludo e distribuem a oleosidade retida no couro cabeludo. Assim como elas, há os pentes jacarés. Eles possuem dentes em formato de flechas, capazes de escovar em ziguezague, eliminando marcas que ficam no cabelo após a chapinha e a escova, além de devolverem o aspecto mais natural às melenas.

Com o desenvolvimento tecnológico já é possível encontrar no mercado inovações, como os pentes ionizados e com fibras de carbono. "Eles são ideais na aplicação da prancha. Suportam até 220º e não derretem com o calor da chapinha", revela Preite. Esses mesmos íons ainda são capazes de eliminar o indesejável efeito frizz, selando as cutículas e devolvendo o brilho natural ao cabelo.

Esquecido há alguns anos, o pente garfo voltou a moda e já pode ser visto em muitas prateleiras. Surgido na década de 70, em pleno movimento Black Power, a ferramenta é ideal para dar volume às madeixas. "O garfo sumiu com a moda dos relaxamentos, alisamentos e escovas progressivas, mas retornou fazendo a cabeça de muitos artistas e cantores, como Negra Li, Vanessa da Matta. Através de sua introdução dentro do cabelo, é possível soltar os caracóis, fazendo com que o crespo adquira um armado bonito", orienta Gennaro.

Por fim, os modelos de pentes que possuem de um lado dentes mais espaçados e do outro dentes mais unidos são os chamados pentes de corte. Os dentes mais largos servem para cortes exatos, como os feitos em cabelos de crianças. E os espaçados, para cortes mais ousados, como em camadas e repicados.

Quanto ao material, os pentes podem ser de plástico, silicone, madeira e fibras de carbono. Enquanto os de plástico oferecem resistência, os de silicones são mais flexíveis. Já os pentes de madeira e fibras de carbono eliminam os fios arrepiados.

Com os cabelos corretamente desembaraçados, é hora de escolher a escova.


Antes de escolher sua escova, é preciso ter em mente qual objetivo na escovação (alisar, conferir volume, fazer penteados), bem como conhecer seu tipo de cabelo. Escovas de cerdas unidas são mais indicadas para cabelos lisos. Os finos se adaptam melhor às escovas de madeira. "Esses fios possuem uma eletricidade estática que é neutralizada pela madeira", afirma Preite.

Cabelos ondulados e cacheados não devem ser escovados com frequência. Ainda que as escovas de cerdas espaçadas com base grande sejam as mais indicadas, o ideal é penteá-los, apenas, uma vez após o banho, com um pente de dentes largos e com propriedades anti-frizz. "Nesse tipo de cabelo, a lavagem que deve funcionar como a escovação. O ideal é que sejam feitas massagens com xampu no couro cabeludo e com condicionador, nas pontas", aconselha a terapeuta capilar Patrícia Maciel.

Se o seu objetivo é alisar os cabelos, fique de olho nos cabos das escovas. Eles devem ser longos e ergonômicos para garantirem mais segurança na pegada e facilitar a escovação. As de base de metal e cerâmica oferecem resultados mais satisfatórios. "As escovas térmicas absorvem mais a temperatura do secador, facilitando o alisamento e diminuindo o tempo de secagem", explica o hair stylist Carlos Magno.

Gennaro Preite acrescenta que o ideal é que as escovas térmicas possuam perfurações em sua base. "As passagens de ar na escova permitem que o calor circule por toda a base do objeto e atinja a mecha por um todo durante a secagem", diz o especialista. Você ainda pode obter um efeito mais liso com escovas de diâmetro grande. As pequenas e com cerdas espaçadas, ao contrário, são ideais para dar volume às melenas.

Quanto ao formato, elas podem ser ovaladas, retangulares ou quadradas. As primeiras são indicadas para modelarem os fios. As quadradas e retangulares, para penteados, como rabos de cavalo que requerem que se pegue uma grande quantidade de fios de uma única vez. O comprimento das escovas deve seguir o tamanho dos cabelos. Quanto mais compridos, mais longas e maiores devem ser as escovas.

As cerdas também fazem toda a diferença no resultado final da escovação. Elas podem ser sintéticas, geralmente de nylon, ou naturais, de madeira, bambu e pêlos de javali. "Noventa e nove por cento das escovas de cabelo produzidas no mundo são de cerdas mistas, javali com nylon. Essa mistura de pêlo animal e sintético fornece uma relação de equilíbrio. O nylon oferece flexibilidade e resistência ao calor. E o pêlo de javali elimina a eletricidade estática durante a escovação, além de carregar a oleosidade natural do couro cabeludo até as pontas", esclarece Gennaro.

Poderosa contra os fios rebeldes, você já deve ter ouvido falar sobre as propriedades da madeira em abaixar os fios eriçados. Mas com o avanço da tecnologia, as mulheres ganharam novos aliados - os íons de prata e turmalina. "A turmalina é uma pedra que, quando aquecida, emite uma quantidade muito alta de íons capazes de selar as cutículas dos fios, tornando-os mais lisos, macios e brilhantes", conta Gennaro.

Além da variedade de formatos e materiais, você já deve ter visto que algumas escovas possuem uma espécie de almofadinha junto às cerdas. Não, elas não são apenas para deixar as escovas mais bonitas. "Existem pessoas que têm um couro cabeludo muito sensível. Nesses casos, esse revestimento tem a intenção de amortecer o atrito da escova com o cabelo", explica Genaro. Portanto, escovas almofadadas, couro cabeludo protegido.

E se você está ansiosa por comprar aquela escova giratória que aparece na televisão e promete alisamento instantâneo, muito cuidado! "Essas escovas só funcionam em cabelos lisos e a pessoa precisa deter muita prática para não acabar com os fios embolados no aparelho", alerta Gennaro. Muita cautela para não acabar tendo que recorrer à tesoura.

Escolhidas as ferramentas, é hora da escovação. Não caia na armadilha de achar que pentear o cabelo se resume a colocar a escova na raiz e puxá-la para baixo. A escovação também tem os seus truques. Segundo Patrícia Maciel, "a forma correta de pentear os cabelos é a mesma de engraxar os sapatos. Se você não lustra todo ele, não obterá um bom resultado", compara.

Ela ensina que o primeiro passo é desembaraçar os cabelos. Com um pente! "Jamais escove o cabelo com ele molhado. A água torna a elasticidade do cabelo diferente e a escova pode quebrar os fios. Nesses casos, use um pente de dentes largos".

Com o cabelo seco, é hora da escova. O primeiro passo é abaixar a cabeça e escovar da nuca até o alto da cabeça. Depois faça o movimento até as pontas. Vire a cabeça para o lado esquerdo e repita o movimento. Faça o mesmo com o lado direito. Só então retorne a posição normal. Comece escovando na parte frontal da raiz até onde alcançar com o braço. Só então parta para as laterais.

Depois de todas essas dicas, você não têm mais desculpas para deixar as melenas com aparência de quem acabou de acordar!



3 comentários:

Quesia Leal disse... [Responder Comentário]

oi flor estou sortiando um lindo necessaire + 1 colar laço lindo no blog http://kingo.to/S92 Participe também”

como é que entra aqui

Quesia Leal disse... [Responder Comentário]

oi flor estou sortiando um lindo necessaire + 1 colar laço lindo no blog http://kingo.to/S92 Participe também”*

In The Closet disse... [Responder Comentário]

Boas dicas! Adoreiii!
Tem sorteio lá no blog!
Beijos
Maih Ferreira

http://ithecloset.blogspot.com

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t