segunda-feira, novembro 04, 2013


Montando o Quarto do Bebê


Marcadores: , , ,
Para algumas mamães, o bebê ainda não estava nos planos. Para outras, ele é a realização de um sonho muito esperado. Para ambas, um papel muito importante: amar, cuidar e educar.

Agora uma das primeiras tarefas da futura mamãe é montar o quarto para receber o mais novo integrante da família. Mas por onde começar? O que é necessário? E que fazer quando não se tem um cômodo livre em casa para montar o quarto do bebê?


Relaxe. Nós temos as respostas, mas a sua maior inspiração já está dentro de você, bem na sua barriga.

Comece escolhendo o espaço

Opção 1 – Se você possui um cômodo em casa disponível para se tornar o quarto do bebê, ótimo. Não há o que decidir.
Opção 2 – Se todos os cômodos estão ocupados, talvez seja possível fazer algumas mudanças. Quem sabe o home office pode ser transferido para um cantinho na sala. Ou mesmo dividido ao meio para que o bebê seja acomodado. Uma parede falsa (de preferência feita com gesso, pois possui um bom isolamento térmico e é muito semelhante à parede de alvenaria) pode resolver o problema.
Opção 3 – Pode ser que nenhuma das opções acima seja possível. Quem mora numa casa ou apartamento de apenas um dormitório não tem outra escolha a não ser dividir o seu próprio quarto com o bebê. Se o cômodo tiver espaço suficiente para ser dividido com uma parede falsa, essa é a melhor solução. Agora se o quarto for pequeno, pode-se acomodar o berço próximo à cama do casal (ou da mãe), e reservar um espaço no próprio armário para as coisas do bebê.

Móveis e objetos Essenciais

Berço – Esse é o primeiro móvel que pensamos quando falamos em quarto de bebê. Também não é para menos, afinal é nele que o recém-nascido passa boa parte de seu tempo.
Existem diversos modelos de berços, desde os com tamanho convencional aos americanos, que são um pouco maiores. Geralmente eles são brancos, pois a cor é mais leve e combina com qualquer outra, mas também é possível encontrar com facilidade berços com duas cores: branco e rosa, branco e azul etc.

Montando o quarto do bebê

É importante estar atenta à segurança do berço! O INMETRO exige que eles possuam um rigoroso padrão de segurança e qualidade. São avaliados alguns quesitos como a tinta, que deve ser atóxica; a altura e espaçamento das grades, que deve impedir que o bebê passe sobre elas ou ponha a cabeça entre suas hastes; os pés de rodinha, que precisam ter um travamento firme; o espaço entre o colchão e as grades do berço, que não pode existir em hipótese alguma, assim como pequenas partes que possam ser engolidas, entre outros detalhes.

Berços móveis como o “camping” não são muito estáveis, pois o fundo do berço balança sempre que o bebê se movimenta. Talvez seja uma boa alternativa para quem precisa viajar com o bebê, mas é melhor não usá-lo como berço permanente em casa.

Armário ou Cômoda – As roupinhas, sapatinhos, luvinhas, mantas, cobertores, toalhas, fraldas descartáveis e de tecido, produtos higiênicos e todos os outros pertences do bebê precisarão de um espaço específico. Se houver disponibilidade de espaço, é importante ter um armário ou cômoda para isso. Se não couber, a mamãe pode reservar um lugarzinho no armário dela.





Trocador – Esse é o lugar onde o bebê fica deitado enquanto alguém troca sua fralda ou roupinha após o banho. Existem várias opções de trocadores. Alguns são feitos para berço, outros são vendidos apenas como um colchãozinho para pôr sobre a cômoda, e outros são acoplados sobre a própria banheira do bebê e já vêm com um suporte. A melhor opção será aquela que couber, tanto no quarto do bebê, como no orçamento da mamãe.


Banheira – Além da banheira com trocador, citada acima, existem muitos outros modelos, entre eles, alguns que já vêm com um assento redutor de profundidade para recém-nascidos. Este acessório é mais seguro para o bebê e mais prático para a mamãe na hora do banho do pequeno.

Cadeira de amamentação – Não chega a ser um móvel essencial, mas se estiver dentro das condições financeiras e dimensionais, ter uma cadeira dessas irá proporcionar mais conforto e intimidade entre mãe e filho, já que a amamentação é um momento tão especial. Se não for possível comprar uma cadeira específica, é importante que haja um lugar adequado onde a mãe possa amamentar o bebê com tranquilidade e conforto.



Decoração

Esta parte exige da mamãe apenas criatividade e disposição. Com certeza será uma delícia decorar o quarto ou área do seu bebê.



Paredes - O primeiro toque já fará toda diferença: pintar as paredes. As cores que são utilizadas nos quartos de bebês com mais frequência são: branco, bege, rosa, lilás, azul e verde, todas em tons pastéis.
Passar um friso na metade da parede também poderá causar uma impressão bem sofisticada do quarto.

Basta dividir a parede ao meio com um friso e pintar a parte de cima com uma cor e a de baixo com outra. É interessante dosar entre uma cor neutra e outra mais viva. Sugestões: branco com rosa, bege com verde, branco com azul, bege com azul etc. Aqui o que vale é o gosto pessoal e o bom senso, é claro.

O uso do papel de parede pode ser uma alternativa muito charmosa. No mercado podemos encontrar várias cores e estampas. A aplicação do frio na metade da parede também serve para o papel de parede. Neste caso, a sugestão é pintar a parte inferior e colar o papel na parte superior.

Para as mamães que irão dividir o quarto com o bebê, vale a pena decorar a àrea onde ele irá ficar. Que tal usar as ferramentas acima: tinta e papel, na parede mais próxima ao berço ou às outras coisas do pequeno?

Quadros – Encomendados ou confeccionados em casa, os quadros dão um toque bem especial ao quarto do bebê. Os modelos brancos com moldura tipo caixa estão sendo mais usados hoje em dia. Algumas gravuras ou objetos feitos com MDF ou tecido podem ilustrar o centro dos quadrinhos. Eles ficam lindos!



Bichinhos de pano e brinquedos – Um ar infantil e meigo é acrescentado ao ambiente do bebê quando os brinquedos estão presentes. Os bichinhos de pano são semelhantes aos de pelúcia, porém mais fáceis de lavar. O ideal é que fiquem expostos em prateleiras ou nichos. Mas atenção! É fundamental que os bichinhos sejam antialérgicos e que o ambiente seja mantido limpo e livre de poeira. Cuidado com os excessos. Encher o quarto do bebê com brinquedos ou pelúcias pode deixar o ambiente com muita informação.


Detalhes como lustre, cortina, persiana, cama, mosqueteiro e kits para berço, almofadas, entre outros, ficam a critério dos pais. O importante é que as cores e objetos estejam em sintonia, e é claro, cheios de personalidade.

Dicas NadaFragil





0 comentários:

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t